Minha foto
Zé da Velha, o mais conceituado trombonista de choro em atividade, ganhou o apelido dos seus mestres Pixinguinha, Donga e João da Bahiana. Tocou com Jacob do Bandolim, Valdir Azevedo, Copinha , Abel Ferreira e Joel do Nascimento e junto com Paulo Moura animou muitos bailes de gafieira, levando nossa música a vários paises. Fez base dos discos de Beth Carvalho, Martinho da Vila e muitos outros. Silvério Pontes é filho de trompetista, nasceu apaixonado pelo instrumento tendo iniciado a carreira de trompetista aos oito anos de idade.Teve sua formação em banda de música no interior do Estado do Rio de Janeiro, sendo o único trompetista brasileiro da atualidade que se dedica ao Choro , gênero com uma linguagem brasileiríssima, tendo participado com vários artistas importantes da Música Brasileira como Tim Maia, Luís Melodia e outros tantos.A dupla é considerada pela mídia como a “MENOR BIG BAND DO MUNDO" pela sonoridade reproduzida pelos seus respectivos instrumentos. Da admiração e da amizade marcadas entre esses dois músicos,esse ano fazendo 25 anos de carreira, vamos deixar aqui um pouco dessa história...Sejam Bem Vindos!

Zé da Velha e Silvério Pontes

domingo, 13 de setembro de 2009

De volta à Lapa...

Dia 11 setembro - sexta

Zé da Velha e Silvério Pontes voltam à Lapa...
A mais consagrada dupla de Choro e Gafieira para dançar, já foi apelidada "a menor Big band do mundo", tal a força de seu sopros...
Dessa vez eles contaram com a voz de Luíza Dionízio, e um repertório de Choro, Gafieira e Samba...
Cheios de energia!
A casa lotou todos os andares, e o púplico pediu bis, sem querer sair da pista...
Viva a Dupla!
Salve Luíza, obrigado pela grande participação!
Por Karina P.

Nenhum comentário:

Postar um comentário